Activista Makuta Nkondo

A direcção da UNITA voltou a zangar-se com o político e jornalista Makuta Nkondo, depois deste ter proferido no entender do “galo negro”, palavras desprestigiantes contra o maior partido da oposição.

Chamado a analisar os temas que marcaram a semana, Makuta Nkondo disse que a UNITA está sob domínio do MPLA e que os comícios de Samakuva não terão efeitos nenhuns. O analista foi mais longe dizendo que a UNITA é fraca e está sem visão.

Adalberto da Costa Júnior e Victorino Nhany, terão sido os principais mentores dessa decisão. Foram os mesmos que pressionaram Samakuva a retirar o também da activista do seu gabinete da presidência por ter criticado o líder e o partido publicamente.

Recentemente, a rádio alemã DW, deu conta de uma série de perigosas censuras dirigidas a partidos políticos com interesses diferentes aos da UNITA.

Há ainda a registar o episódio que opôs o Movimento Revolucionáro, na altura liderado por Luaty Beirão, Carbono Casimiro e outros, que foram afastados da Despertar e do programa “Zuela”, a partir do momento em que começaram a ter opiniões próprias sobre tudo e todos, incluindo a UNITA. Esse episódio, levou mesmo a que Gaspar Luamba, outro integrante do MR, fosse pago pela liderança do partido para difamar o MR e assim aconteceu. Programas de natal da Despertar acusavam Luaty Beirão e Carbono Casimiro de terem recebido dinheiro e cabazes do MPLA. A única via que esse grupo encontrou para desabafar foi através do sítio angolano Club-K (passe a publicidade) através de um texto onde exprimiam sua insatisfação.

As opiniões em relação a essa questão são quase complementares e apontam todas para uma indagação sobre como seria um governo da UNITA se nessa fase enquanto oposição censuram até os activistas cívicos.

Não conseguimos apurar se essa interdição é temporária ou definitiva.

 

Redacção: Ditos do Baú

 

About Patriota

Patriota, que aborda a política angolana, com isenção, imparcialidade e rigor analítico.

One response »

  1. Joshua Quiteculo diz:

    O “Ditos do Baú” assume que é um instrumento nas mãos do regime angolano. Por isso temos orgulho nos fretes que fazemos ao Governo o que, aliás, corresponde ao que diz o escolhido de Deus, o nosso querido Presidente José Eduardo dos Santos, que Angola é o MPLA e o MPLA é Angola. E é por isso que, agora e sempre, nós aqui no “Ditos do Baú” ajudamos a varrer do nosso país todos os que não veneram o nosso querido líder. Para esse feito usamos tudo quanto for necessário, até mesmo fuzilar quem não estiver de acordo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s