Fonte: Angop

oposiçãoParlamentares da CASA-CE e do PRS consideraram, nesta terça-feira, importante que os agentes políticos do país ponham em prática o apelo de tolerância, lançado no final de 2013, pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Segundo o vice-presidente da Bancada Parlamentar da CASA-CE, Manuel Fernandes, os angolanos devem trabalhar para ultrapassar os resquícios da guerra civil e cultivarem o espírito de tolerância e paz.

“O que é importante de facto é cultivarmos o espírito de tolerância. O passado de guerra é para ser enterrado e hoje devemos viver uma nova etapa”, declarou à imprensa, à margem da primeira Conferência dos Líderes dos Grupos Parlamentares em 2014.

Considerou fulcral que o desenvolvimento nacional assentem no espírito de respeito pela liberdade de diferença e opinião.

“Devemos construir uma Angola que assente os seus pilares no respeito ao direito à diferença, liberdade de opinião, de filiação partidária e religiosa”, recomendou o político da CASA-CE.

Quanto ao discurso de fim-de-ano do Chefe de Estado, Manuel Fernandes disse ter sido um pronunciamento político, tendo ressaltado a questão da cultura de morte. No seu entender, as mortes por motivações políticas só não existiram no passado.

“Não é cultura do país, talvez nos últimos tempos. Na história recente de Angola houve pessoas assassinadas por razões políticas”, contrapôs.

Por sua vez, o presidente do Grupo Parlamentar do PRS, Benedito Daniel, considerou pedagógico o discurso do Presidente da República, pois trouxe segurança de que Angola está livre do princípio de pena de morte.

“Achamos que traz pelo menos a ordem e a segurança, para que todo angolano possa saber que em Angola não existe a pena de morte e não devemos nos maltratar nas ruas”.

Aqueles que exercem autoridade não devem abusar da sua autoridade, seja nas suas funções, seja nas competências que devem exercer”, declarou o parlamentar do PRS.

About Patriota

Patriota, que aborda a política angolana, com isenção, imparcialidade e rigor analítico.

One response »

  1. Joshua Quiteculo diz:

    O “Ditos do Baú” assume que é um instrumento nas mãos do regime angolano. Por isso temos orgulho nos fretes que fazemos ao Governo o que, aliás, corresponde ao que diz o escolhido de Deus, o nosso querido Presidente José Eduardo dos Santos, que Angola é o MPLA e o MPLA é Angola. E é por isso que, agora e sempre, nós aqui no “Ditos do Baú” ajudamos a varrer do nosso país todos os que não veneram o nosso querido líder. Para esse feito usamos tudo quanto for necessário, até mesmo fuzilar quem não estiver de acordo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s