Por: Américo Landa

1500775_10152149998002474_774998605_oO presidente Isaías Samakuva, enveredou do meu ponto de vista para uma aventura que faz lembrar a figura mitológica greco-romana, Hecatonquiros, que tem cem braços e cinquenta cabeças, com tantos membros, não sabemos ao certo que rosto beijar e que mão apertar.

Tive acesso de “cacheche” ao livro do senhor Isaías Samakuva que se dá pelo título de “Paz, Liberdade e Democracia” a ser lançado próximo dia 16 de Dezembro e tão logo comecei a folhear o exemplar em minha mão, não vi nem a editora, nem a data e local, ou seja, sine loco, sine data, o que achei absurdo. Não quis parecer deselegante, mas tentei informar o Estevão Cachiungo, alguém que penso ser suficientemente inteligente para não deixar tal livro chegar ao público. Então decidi escrever, mas o Club-k e outros “armados” conservadores, não passaria a minha matéria, felizmente o Ditos do Baú, aceitou meu artigo.

Feita a abordagem constou-me então que Isaías Samakuva manteve em segredo o teor do livro e trabalhou maioritariamente com jovens da JURA, que não possuem o conhecimento necessário sobre metodologia de investigação científica.

As razões do segredo, de acordo com o meu interlocutor poderão ter sido as seguintes: o facto de Samakuva não ter citado pessoas importantes do seu partido e puxado para si a “sardinha” toda nas situações que marcaram as grandes decisões do galo negro.

Para mim, para além dos erros ortográficos e outros que têm que ver com citação, nomeadamente, a diferença em citar uma entrevista e uma notícia de rádio ou jornal, a confusão entre índice e sumário, dentre outros pormenores, ressaltou-me o facto de ter falado sobre os acontecimentos da Jamba e em nenhum momento ter citado as atrocidades que lá foram cometidas, como as fogueiras onde foram queimadas mulheres, maridos e seus filhos, famílias inteiras. Essa verdade já não pode ser ocultada e enquanto candidato natural à presidência da república mostrou que não está em condições de enfrentar a verdade.

E a Mihaella Webba? A dita “rainha Njinga” de Samakuva está a observar o Ndongo de Muangai a desabar e agora que se casou, parece que os fascínios do amor, do sexo, da paixão e das veleidades da felicidade, já não se compactuam com a política.

Espero e apelo aos compatriotas da UNITA que tenham ouvido o meu recado e retifiquem o livro antes que o mesmo saia, ou no dia seguinte o livro será considerado lixo e todos serão de incompetentes. Daí o título, até que tais erros sejam ultrapassados, livro de Isaías Samakuva está proibido – pela ciência e pela honra do próprio Samakuva – de ser lançado.

About Patriota

Patriota, que aborda a política angolana, com isenção, imparcialidade e rigor analítico.

4 responses »

  1. clausewitz diz:

    O livro do Dr. BRAZA Mestre em Relações Internacionais, não tem uma fixa técnica, não tem nenhuma citação de autoria quanto ao seu conteúdo e nunca foi proibido e nem foi negado como uma obra cientifica. Eu pessoalmente perguntei ao Dr. Braza as razões de tais erros ele me respondem que: toda obra cientifica tem erros, mas nós como leitores temos que dar continuidade, e o mesmo acrescentou que algumas questões de metodologia justificam pela própria evolução de MIC (METODOLOGIA DE INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA) as regras de investigação deixaram de ser tradicionais e passaram para a digital. Por favor não vamos violar os princípios da intelectualidade. Quem acha que na realidade pode escrever uma obra sem erro tem agora toda a oportunidade do mundo. Mas é de lembrar que ate a própria bíblia tem MUITOS erros. QUEM VAI ESCREVER?

  2. Que aberração cínica e medrica de enforcar alguém antes mesmo de ser nascido?… Com o devido respeito que todo o ser humano merece, ninguém tem o direito de fazer da sua opinião o ponto de vista de toda uma sociedade ainda que analfabeta, respeitem os sentimentos e direitos dos outros…

  3. Moyo Victoriano diz:

    Eu realmente não entendo porque motivo só coisas boas são proibidas de acontecer em angola!
    Manos eu sou de opinião deque, quem é do bem, neste caso pode até criticar, mais sabotar e depois proibir, não acho que a obra esteja assim tão feia como dito.
    Depois, todos nós sabemos que nos falta livros de história Angolana que até hoje não nos foi ainda revelada e as bibliotecas estão precisando de mais livros, se é verdade que o livro está mal escrito e tem história falça, uma ajuda, uma opinião e uma visão, não custa dinheiro! Aliás, mesmo se custar, o País é rico e todos merecemos usufruir da riqueza do nosso País, agora, debruçar por erros autográficos! Pergunro eu já leram os livros da reforma pelomenos 3 páginas? Não têm conteúdo, têm muintos erros autograficos, exercícios incompletos e resultados errados, falças histórias em fim, porque que foi apurado? Será que os homens do ministério da educação que pararam estes livros não sabem ler? Não sabem resolver um simples exercício? Ou sabem dos erros e preferem deformar os pobres para continuarem sempre pobres? Não digo pobre de dinheiro atenção! Digo pobre de mente e conhecimento.
    Se não for para isso, porque que não tinha sido proibido antes? Ou depois de notado as falhas graves impedir o uso e rectificarem os mesmos? O próprio livro da constituição está cheio de erros, a governação está cheio de erros, porque que só livro de Samakuva deve ser proibido em ser lançado? Para mim eu acho que se fosse como dito, não teriam proibido, com o coração alamado que vocês têm teriam deixado assim para que o povo note e saiba que o estimado Dr. Isaías Samakuva não escreve em condições, mais uma coisa mano, está mal? Não sabotes ajuda, isso é que é inteligência.

  4. Joshua Quiteculo diz:

    O “Ditos do Baú” assume que é um instrumento nas mãos do regime angolano. Por isso temos orgulho nos fretes que fazemos ao Governo o que, aliás, corresponde ao que diz o escolhido de Deus, o nosso querido Presidente José Eduardo dos Santos, que Angola é o MPLA e o MPLA é Angola. E é por isso que, agora e sempre, nós aqui no “Ditos do Baú” ajudamos a varrer do nosso país todos os que não veneram o nosso querido líder. Para esse feito usamos tudo quanto for necessário, até mesmo fuzilar quem não estiver de acordo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s