ImagemNa história da humanidade não conhecemos crianças que durem tanto tempo até serem quebradas em interrogatórios. Muitas vezes a rebeldia é a expulsão de uma emoção, mas quando confrontados com a realidade cadeia, as coisas mudam: mudou para Nito Alves.

Desde muito cedo e de forma preocupante, vimos condenando a utilização de crianças em manifestações que encerram um risco elevado e que não garantem a protecção dos mesmos. Essa prática atenta claramente contra todos os instrumentos internos e internacionais que protegem a criança.

O adolescente foi recrutado por Rafael Marques, na época tinha o rapaz 14 Anos e por via dos revolucionários adultos, Rafael terá aconselhado o Luaty Beirão e outros a recrutar o rapaz e colocá-lo de forma activa ao serviço do Movimento Revolucionário, sem o conhecimento dos pais. Não sabemos efectivamente quem fez seu acompanhamento depois dessa data.

Agora na prisão, nossas fontes junto da DNIC, confirmam que o rapaz denunciou ter sido usado e mandado pelo activista Rafael Marques e que as palavras inscritas nas tshirts apreendidas pela polícia não são de sua autoria, mas do activista dos Direitos Humanos. Isso motivou a prisão de Marques pela Polícia Nacional, e se as declarações do jovem se mantiverem, poderá enfrentar as barras do tribunal.

Vozes se levantam nos bastidores alegando que o rapaz foi usado e fez tais declarações sob pressão. O facto novo é que os pais do rapaz podem já estar contra Rafael Marques por acharem que é mais fácil assim verem o filho fora da prisão.

Essa denúncia aconteceu por volta das 16 horas do dia 18 de Setembro, um dia antes da manifestação do Movimento Revolucionário. A fonte adiantou que o próprio rapaz chamou um agente e disse que estava disposto a denunciar quem tem influenciado o Movimento a proceder como uma autêntica gangue.

O interrogatório durou cerca de 20 minutos. As acusações que pesam contra o activista cívico ainda não foram devidamente esclarecidas, mas está claro que uma delas poderá ser o uso ou manipulação de menores para fins violentos, dentre outros devidamente tipificados por Lei.

Mais pormenores poderão advir desse facto, ao menos que entre Rafael Marques, Nito Alves e pessoas interessadas do Executivo angolano, façam um acordo extra-judicial e “off the record”.

Fonte: Ditos do Baú

About Patriota

Patriota, que aborda a política angolana, com isenção, imparcialidade e rigor analítico.

One response »

  1. Joshua Quiteculo diz:

    Bem diz o escolhido de Deus, o nosso querido Presidente José Eduardo dos Santos, que Angola é o MPLA e o MPLA é Angola. E é por isso que, agora e sempre, nós aqui no “Ditos do Baú” ajudamos a varrer do nosso país todos os que não veneram o nosso querido líder. Para esse feito usamos tudo quanto for necessário, até mesmo fuzilar quem não estiver de acordo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s