Por: Carlos Andrade.

 

ImagemRafael Massanga, filho do antigo líder rebelde, Jonas Savimbi, sofreu, supostamente um atentado, no dia 23 de Agosto, no bairro “Nova Vida”, disse também que o acto foi uma tentativa de assassinato. E aí a vaca torceu o rabo.

Quando lí o texto, publicado pelo site Club-k (passe a publicidade), fiquei preocupado com essa questão. Chamaram-me atenção várias questões que são incongruentes, se olharmos para a forma deliberada como se tenta fazer crer que foi um atentado, digo, perseguição política.

1º –  incongruência “os bandidos dispararam dois tiros no chão e um outro atingiu a porta do meu lado” – disse Rafael Massanga.

Que tamanha burrice têm esses bandidos que ao pretenderem matar alguém disparam no chão, quando poderiam disparar directamente sobre a porta ou vidro?

2ª incongruência “não levaram nada, nem o carro, nem as pastas, apenas o telefone”.

Até um parvo sabe que se levaram o telefone, então travaram contacto directo com Rafael e que se o quisessem morto, disparavam sobre ele, directamente ou sobre os vidros, ou teriam-no raptado.

3ª incongruência “A UNITA ainda não se pronunciou publicamente, mas altos dirigentes que tiveram acesso as imagens da perfuração da viatura, falam em tentativa de assassinato” – relatou o Club-k

Das duas, uma. Ou a UNITA sabe de facto que foi um atentado porque foi encomendada por ela, ou não é séria, porquanto fala de algo cujas investigações estão em curso e os resultados não são conhecidos.

A outra questão que me chamou atenção, foi o facto de dizerem que estão a espera do Samakuva para se pronunciarem. Lá vem mais uma onda de torpes comentários. Veremos ele a justificar o injustificável, como diria o meu amigo Celso, quando tentava definir as veleidades desse líder: “a monstruosa montanha que pariu ratos”.

Para os líderes da UNITA, diria o seguinte: vocês estão por quase todos os cantos de Angola, e os vossos dirigentes são angolanos como todos os outros sujeitos à insegurança e aos efeitos nefastos do crime, mas, se sempre que um kwacha fôr vítima de um acto de delinquência tal pressupor, perseguição política, então, estarão a dizer que temos os angolanos intocáveis e especiais, que sóis vós, e nós, os restos que tudo nos pode acontecer.

About Patriota

Patriota, que aborda a política angolana, com isenção, imparcialidade e rigor analítico.

3 responses »

  1. Horácio Kalunge Classus diz:

    Antes da participação judicial da ocorrência pela parte lesada, e enquanto o competente processo de averiguação e esclarecimento do caso, ninguém tem a legitimidade de fazer qualquer especulação , e se tiver qualquer informação relacionada ao caso, deve colaborar com a policia nacional para o esclarecimento

  2. Joshua Quiteculo diz:

    Bem diz o escolhido de Deus, o nosso querido Presidente José Eduardo dos Santos, que Angola é o MPLA e o MPLA é Angola. E é por isso que, agora e sempre, ajudamos a varrer do nosso país todos os que não veneram o nosso querido líder.

    • O culto a personalidade e a ignorância são a forma mais humilhante e ridícula que um ser humano e pensante pode identificar-se e caracterizar-se; o Presidente JES foi escolhido pelo seu tio António Agostinho Neto, enquanto que Angola nunca se identificou com o MPLA , sendo o MPLA um projecto e instrumento que um grupo de descendentes de expatriados europeus, asiáticos, cabo-verdianos, santomenses e uma minoria de luandenses criado pelos colonialistas portugueses e comunistas para tomar o poder pôs colonialismo; cedo ou tarde a real história de Angola tornar- se publica; a identidade de um povo não se compadece com o venerar de um impostor ; aproposito da tentativa do assassinato do filho de Savimbi, a nossa policia nacional já está a trabalhar sobre o assunto e já foram ouvidos algumas testemunhas; ” violência gera violência”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s