ImagemO Ditos do Baú, apurou e trás provas documentais, que colocam Rafael Marques em maus lençóis, por ter mentido ou não ter investigado o suficiente, acabando por difamar uma alta entidade do Poder Executivo angolano.

O defensor dos direitos humanos e jornalista, incorreu a vários crimes, dentre os quais o de difamação, ao ter acusado o Vice-Presidente da República, de continuar a exercer seu cargo com todos os benefícios, na China-Sonangol International Holding Limited. O jornalista acrescentou ainda que Manuel Vicente, estaria a facilitar negócios da China em Angola, através do cargo que “ocupa”, cumulativamente com suas funções públicas, punível pelo Ordenamento Jurídico-Constitucional, art 138º.( o cargo de Vice-Presidente, não vem expresso no artigo).

Nossa fonte, nada nos disse se contra o jornalista será movido um processo-crime, por ter atentado contra o bom nome de um dirigente e acima de tudo cidadão angolano, mas lamentou a falta de profissionalismo do jornalista. “Não se deve acusar uma figura de tão relevante importância, sem que se tenham esgotados todas as investigações, sem contactar a pessoa a ser acusada, para dela ouvir sua versão. A isso chamo de acto de má fé”.

As incongruências na acusação de Rafael Marques, são facilmente notáveis, pois, em nenhum momento provou que MV tenha recebido algum salário, participado em alguma reunião de Direcção, representado a Companhia em qualquer negócio, assinado qualquer documento, etc. O jornalista, limitou-se a trazer dados sobre a empresa, factos que qualquer cidadão poderia saber.

A fonte adianta, que Rafael Marques nem se deu ao trabalho de contactar a Alta Estrutura da China-Sonangol International Holding Limited, muito menos o Gabinete de Sua Excelência sr. Vice-Presidente da República.

Documento de MV, que atesta seu pedido de resignação ao cargo de Director, em 2011:

 Imagem

Confirmação de que MV não é Director da Companhia, e que se afastou em 2011:

Imagem 

About Patriota

Patriota, que aborda a política angolana, com isenção, imparcialidade e rigor analítico.

9 responses »

  1. Tito Nzári diz:

    Este idiota sempre demonstrou ser capaz, por uns tostões que o cidente lhe dá, de vender a pátria e a mãe.

  2. Tito Nzári diz:

    Respeito pelos nossos dirigentes precisa-se. É urgente que o jornalista Rafael Marques se consciecialize disso.

  3. Tito António da Graça diz:

    A promiscuidade é uma verdade na nossa realidade angolana. Porque razão o parlamento não aceita debater a questão da corrupção em Angola? O que se passa com a aplicação da Lei da Probidade Pública? Quem tem medo da verdade? Porque a TPA não passa os debates no parlamento? Porque MV não vem a público pessoalmente defender o seu bom nome e fazem-no terceiros através de canais oficiosos?

    • Eduardo Waba Kanga diz:

      Com tanta corrupção e alienação existente entre, os politicos aangolanos e alguns sectores internacionais, não é de se espantar que esses documentos podessem ser forjados, apos polémicas, tudo so para incriminarem o senhor RM. Voces sabem muito, mas os outros tambem reflectem!

  4. REVU115 diz:

    Estes camaradas não tem bom nome, mais sim são… José Eduardo e toda sua Familha e todos que anda a lamber as botas destes GATUNOS. VIVA A REVOLUÇÃO. 2017 MPLA fora e vão todos na Cadeia Merdas

  5. noejulio2 diz:

    Assim sebdo julgo estarem dissipadas todas duvidas sobre o assunto,e isto e’ concebivel,em Democracia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s